Sete dicas para se livrar do cabelo oleoso na raiz e seco nas pontas

Sete dicas para se livrar do cabelo oleoso na raiz e seco nas pontas
Fios com brilho, movimento e pontas perfeitas. Por que é tão difícil conseguir ter o cabelo dos sonhos? Esse objetivo fica ainda mais distante de quem precisa lidar com raiz oleosa e pontas secas.
Dois problemas, uma solução
Existem xampus próprios para solucionar esse problema em todas as marcas. “Eles ajudam a equilibrar o PH do cabelo da raiz até as pontas, deixando os fios perfeitos em todo o comprimento”.
Raiz oleosa
Além desse produto, há também no mercado máscaras que fazem o esfoliamento do couro cabeludo. “Esse tipo é específico passa quem possui o couro cabeludo muito oleoso. Eles são à base de menta: e só passar, esperar cinco minutinhos e a máscara absorve a oleosidade”, explica Ferreira.
O cabeleireiro indica xampu seco para o mesmo problema. “É como se fosse um spray de talco. Você passa no cabelo e ele retira o óleo da raiz. A partir daí é só pentear até que o excesso do produto saia do cabelo. Não se assuste, pois na hora o cabelo vai ficar todo esbranquiçado, mas isso sai”.
Outra dica importante é evitar passar o condicionador na raiz. “Isso de jeito nenhum, aumenta a oleosidade que já é grande”.
Pontas secas
A melhor opção para as pontas secas, segundo Ferreira, é cortá-las. “O cabelo fica muito fino e frágil nas pontas, o que muitas vezes causa as temidas pontas duplas. O grande problema é que elas não ficam apenas na ponta. Na verdade, elas vão abrindo e podem subir, levando consigo um aspecto desgastado”.
Outra dica é mudar o jeito de lavar o cabelo. “Use primeiro um xampu de cabelo oleoso, depois na segunda vez aposte em um mais hidratante. Também é possível abrir mão de um condicionador e usar um leave-in: durante o banho, é só tirar os nós das pontas até a raiz com os dedos e aplicar o produto ao sair do chuveiro”, conta.
Às fãs dos reparadores de pontas, “ É um efeito paliativo, porém funciona muito bem para cabelos ressecados demais. É importante passar bem pouquinho e só nas pontas!”.

0 comentários :

Postar um comentário